Doce Amargo - Evelyn Santana



Livro: Doce Amargo - # Livro 1

Autora: Evelyn Santana
ISBN-13: 9788592572204
ISBN-10: 8592572207
Ano: 2016 / Páginas: 441
Idioma: português
Editora: Coerência
Nota: ★★

Doce Amargo conta a história de Melinda Calle e do bilionário  Robert Blackwell.

Ela é ma mulher que não conhece suas raízes, mas sabe muito sobre quem é. Uma garota forte, decidida e apaixonada por Robert Blackwell desde que o empresário fez uma doação para o orfanato em que vivia, proporcionando-lhe o melhor natal de sua vida.

Ele, um empresário podre de rico, que tenta a todo custo criar sua marca sem sombra do pai, que sempre tratou ele e toda a família sem demonstrar nenhum amor.

As diferenças entre os dois protagonistas não poderia ser mais gritante. Os dois habitam mundos totalmente diferentes.

Para nossa sorte os dois se envolvem devido a típico clichê. Aliás, a história toda é um grande clichê, mas quem disse que ligamos pra isso? Amamos de verdade! 

O primeiro encontro dos dois é bem coisa de filme. Eles acabam se envolvendo em um acidente e descobrem que ela trabalha para ele.

Linda não é o tipo de mulher que Robert se relacionaria, mas situações inusitadas merecem atitudes, digamos, desesperadas.

Um testamento coloca Blackwell contra a parede, forçando o rapaz a seguir por caminhos que talvez não tenham volta.

É nessa parte da história que se tem início a relação entre os dois. Um tipo de relação, diga-se de passagem, que não sou muito fã. Os dois vão de desconhecidos totais a completamente apaixonados e casados em 3 meses. Sim, 3 meses.

Quando você ler a história vai descobrir os motivos da rapidez e também vai perceber que Melinda sempre foi apaixonada por Robert, então meio que justifica a entrega total da mocinha em tão pouco tempo e mesmo eu não gostando dessa entrega repentina, faz todo sentido com a trama.

Por outro lado, a autora conseguiu passar para o leitor, de maneira bem delicada e detalhista, a forma como Robert passa a enxergar Linda, aquela mulher que nada tinha a ver com seus padrões, se tornando a mulher que quer a seu lado para sempre.

Isso acontece de forma tão sútil e agradável, que nos agarramos ao personagem e ficamos tristes quando nos trechos finais a verdade começa a vir à tona.

Não posso me esquecer de mencionar os personagens coadjuvantes da história. Linda descobre nos vizinhos a família que nunca teve, com uma avó sábia e um irmão, que se recusa a levar este título.

A irmã de Robert também é uma personagem muito bem elaborada (queria real um spin-off só dela). Ela parece aquelas pessoas que você quer ser amiga, sabe?

Há também outros personagens, como James e sua filha super legal ~sqn~, que te fazer agarrar um ódio pelas coisas que aprontam.

Como disse antes, a história é bem clichê, mas não dá pra parar de ler!!! A Evelyn arrasou ao escrevê-la com personagens muito bem construídos, cenas bem esquematizadas e com essa capacidade de fazer aflorar no leitor todas as emoções que os personagens passam.

Resumindo, um livro incrível, bem escrito, com personagens se que encaixam e transmitem ao leitor a verdade com a qual a autora o escreveu.

Tô doida aguardando a continuação, porque preciso saber o que vai acontecer quando toda a verdade se confirmar. Será que o casal protagonista vai conseguir superar as mentiras, ou vão mostrar que a verdade é mais forte que o amor? Quantos segredos mais vamos descobrir?

Ficaremos na expectativa até o lançamento, mas nada nos impede de pensar.

Evelyn, obrigada pela parceria e carinho, e um obrigada maior ainda por ter escrito esse livro!

Doce Amargo, é uma ótima indicação de livro nacional de qualidade e está disponível para compra nas melhores livrarias do país. Corre já garantir o seu.


Espero que gostem,
Carol.

Primeiras Impressões - Laís Rodrigues


Livro: Primeiras Impressões
Autora: Lais Rodrigues
ISBN-13: 9788581133492
ISBN-10: 8581133495
Ano: 2014 / Páginas: 310
Idioma: português 
Editora: Kiron
Nota: ★★



Primeiras Impressões é uma releitura do clássico Orgulho e Preconceito de Jane Austin.

Ambientado no século XXI, ele nos apresenta Liz Benevides, uma brasileira que mora nos EUA e vem para casa dos pais para as festividades de fim de ano, e acaba conhecendo o babaca do Sr. Frederick Darcy.

Isso mesmo. Babaca! Um gringo riquinho com cara de poucos amigos, que torce o nariz toda vez que a vê.

Darcy é um milionário americano com carreira política, que vem ao Brasil acompanhar o melhor amigo na abertura de seu negócio.

Ao chegar aqui, são convidados para festa de Réveillon dos Benevides e lá conhece uma moça bonita e petulante, a quem prefere distância.

Liz é uma romântica à moda antiga. Nunca namorou. Seu interesse por Frederick acaba no momento em que ele abre a boca. Sua beleza fica ofuscada pela rispidez.

Enquanto os dois ficam se estranhando, a irmã de Liz, Jane, se envolve com Charles Bing, amigo americano de Darcy, mas o romance dos dois é breve, devido às influências de Frederick e Caroline, irmã de Charles, que sempre foi apaixonada por Darcy.

Voltando aos EUA, Liz e Fred se reencontram e não conseguem mais lutar contra o que sentem.

Infelizmente não são todos que apoiam este relacionamento, e o futuro dos dois corre perigo.

Uma história de amor clássica, moldada aos dias atuais, que consegue arrancar suspiros do leitor.

Se você, assim como eu, ainda não leu Orgulho e Preconceito (Ele está há quase dois anos na minha estante e ainda não li. Que quem me deu ele não nos ouça.), não se preocupe, a leitura flui super de boa e mesmo assim, conseguimos sacar as referências deste clássico.

A narrativa pode confundir em alguns momentos, mas achei bem bacana a forma como a autora a trabalhou. Ela nos mostra a perspectiva de cada personagem em destaque, e às vezes, em terceira pessoa, dando uma certa identidade ao livro.

Enfim, o título vem fazer um questionamento sobre como as primeiras impressões funcionam e como somos influenciados por elas, mostrando que nem sempre a primeira impressão é o lado verdadeiro.

Esta resenha foi feita com o livro lançado pela editora Kiron, porém ele foi relançado há pouco tempo pela Pedrazul Editora, com uma nova roupagem linda, e com a autora assinando Lais Rodrigues. 

Sucesso, Lais!

Abraços,
Carol

Sagrada Maldade - Caçada aos multiplicadores - Rodrigo Domingues


Livro: Sagrada Maldade -Caçada aos Multiplicadores
Autor: Rodrigo Domingues
ISBN-13: 9788580610666
ISBN-10: 8580610664
Ano: 2014 / Páginas: 394
Idioma: português
Editora: Porto de Ideias

Sou o tipo de leitora que segue um verdadeiro ritual literário, vejo a capa leio, a sinopse conheço o autor e por fim, mas não menos importante leio a ultima frase do livro. 

Meu ritual foi quebrado dessa vez e por isso iniciei uma leitura meio que com o pé atrás, e logo nas primeiras linhas fui obrigada a parar subitamente porque simplesmente não tinha percebido mas tinha prendido a respiração. 

Senti-me desafiada ao me deparar com Sagrada Maldade, livro escrito pelo ate então desconhecido Rodrigo Domingues, um Porto Alegrense de personalidade, segundo o que dizem, forte e sem pretensão a escritor, fato que me deixou ainda mais intrigada. 

O início da trama é num vilarejo na Etiópia onde o jovem Jamal é recrutado para uma experiência cientifica que ira abalar a vida de todos os habitantes do planeta. 

Alguns anos depois um encontro com um desconhecido traz a promessa de uma ascensão meteórica na carreira  do jornalista Kevin Giuliani. Ele nem se da conta de que o dossiê que vem parar em suas mãos pode representar tanto o sucesso quanto a sua desgraça.

Em outro ponto da cidade horas depois os investigadores do FBI se deparam com mais um crime com requintes de crueldade, mas assim que chega ao local do assassinato Bryan se depara com a segunda perda mais cruel da sua vida, atordoado ele decide que ira ate o fim em busca daquele que causou tamanha dor a sua família. 

Enquanto o mundo dos Giuliani passa por uma terrível tempestade, Evan um homofóbico cruel apresenta-se de forma categórica, liderado por alguém de mente doente e perversa com uma total distorção da realidade do mundo ele e seus companheiro travam uma guerra silenciosa e covarde contra os homossexuais e soropositivos que encontram pela frente. 

Medo, tensão suspense, drama e uma pitada de soco na consciência fazem desse livro uma ótima base para conversar sobre os temas abordados , que apesar de serem mais discutidos na sociedade moderna ainda são um verdadeiro “tabu”, para quem tem a mente ultrapassada e ignorante. 

Um final totalmente surpreendente que faz você se perguntar : “- Será que acabou mesmo?” pois mesmo com um final consolidado, ainda há historia para ser contada.

Quem sabe se lá na frente o escritor não resolve nos presentear com uma continuação? É só uma ideia mas eu ia amar. 

Enfim, desafio aceito, desafio cumprido e melhor de tudo, recado absorvido, pois sei que apesar de ser uma obra de ficção alguns pensamentos são bem reais, uma livro de tema pesado e leitura leve, indicado para quem gosta de um tipo de ficção policial com dedo na realidade. 

Nadine Barbosa