Métrica (Slammed) - Colleen Hoover


Sim, eu estou atrasada demaaaaaaaaais nas resenhas, mas a faculdade esse ano tá me deixando sem tempo nem pra respirar, o que eu acho ótimo porque não gosto da  minha vida parada. Por isso peço mil desculpas, mas pra compensar minha ausência vou falar desse lindinho que é #Métrica, ou #Slammed, da titia Colleen Hoover, deusa das galáxias literárias .

Métrica é um amorzinho. A história da Lake e do Will é de dar pena, raiva, e amor, tudo junto e ao mesmo tempo. Os dois sofreram perdas muito tristes e muito cedo. Will teve que amadurecer muito rápido, deixou de lado seus sonhos e agora cuida da casa e de seu irmão. Lake mudou de cidade após a morte do pai e agora vive com a mãe e o irmão mais novo.


Eles acabam se tornando vizinhos com a mudança de Lake, e logo no primeiro encontro já se percebe que rolou aquele clima, maaassss, a vida nunca é fácil e rolam alguns impedimentos pros dois ficarem juntos, porque senão não teria graça, né? Lake e Will acabam descobrindo na escola que além de vizinhos, são professor e aluna, e que o relacionamento entre eles está fadado a não dar certo.


Eu juro que tinha horas que queria matar um. Porquê a Lake não se mudou de colégio? Porquê o Will não desistiu dela de uma vez? Tirando isso, achei o livro legalzinho. Confesso que pelo que havia lido por aí eu esperava muito mais, mas não tirou o mérito da leitura não. E só pra não perder o costume, chorei alguns litros em meio a leitura, principalmente com a carta de despedida da mãe da Lake no final ~spoiler


Aqui em baixo vou colocar a sinopse dele e algumas frases que mais gostei do livro:

____________________________________________________________

O romance de estreia de Colleen Hoover, autora que viria a figurar na lista de best sellers do New York Times, apresenta uma família devastada por uma morte repentina.
Após a perda inesperada do pai, Layken, de 18 anos, é obrigada a ser o suporte tanto da mãe quanto do irmão mais novo. Por fora, ela parece resiliente e tenaz; por dentro, entretanto, está perdendo as esperanças. Um rapaz transforma tudo isso: o vizinho de 21 anos, que se identifica com a realidade de Layken e parece entendê-la como ninguém. A atração entre os dois é inevitável, mas talvez o destino não esteja pronto para aceitar esse amor. 

____________________________________________________________

"- Nunca me arrependi. Duvidar eu duvidei. Mas me arrepender, não.
 - Tem diferença entre as duas coisas?- pergunto.
 - Com certeza. Arrependimento é contraproducente. É ficar lembrando de um passado que mão pode mudar. Duvidar das coisas à medidas que elas correm pode evitar que o arrependimento surja no futuro..." - pág. 39

"- Toda mulher deve ser capaz de responder três perguntas antes de se comprometer com um homem. Se disse "não" a qualquer uma das três, saia correndo... Ele te trata com respeito o tempo inteiro? Essa é a primeira pergunta. A segunda é: se, daqui a vinte anos, ele fosse exatamente a mesma pessoa que é hoje, você ainda assim se casaria com ele? E, finalmente, ele faz com que você queira ser uma pessoa melhor? Se conseguiu responder "sim" às três em relação a uma pessoa, então encontrou um homem decente." - pág. 40


"Bem quando estava começando a achar que ele tinha se esquecido de mim, ele vai e faz algo desse tipo. Passo o resto do dia extremamente quieta, tentando interpretar suas ações. Termino chegando a apenas uma conclusão: ele está tão confuso quanto eu." - pág. 106


"-Você não vai esperar por mim. Não vou deixar que abdique do que deve ser o melhor ano de sua vida. Eu precisei crescer rápido demais; não vou deixar que aconteça o mesmo com você. Não seria justo. Não quero que espere por mim, Layken." - pág. 120


"Who cares about tomorrow? (Quem se importa com o amanhã?)

What more is tomorrow, (O que é o amanhã)
Than another Day? (além de mais outro dia?)"
-The Avett Brothers, Swept Away - pág. 177

"-Não foi a morte que deu um murro em você, Layken. Foi a vida. A vida acontece. Merda acontece. E acontece muito. Com muita gente." - pág. 200


..." - Queria segurá-la para sempre. Queria que ela soubesse que não estava sozinha. O fardo que ela tivesse carregando, seja ele qual fosse, eu queria carregá-lo por ela." - pág. 225


"-Layken, você precisa me prometer uma coisa...Nunca mais faça basanha para mim." - pág. 237


..."-A maneira como você consome a minha mente quando estamos juntos? Não tenho mais tempo para isso. Tenho que pensar em coisas mais importantes, não nos seus momentos de fraqueza." - pág. 270


" Don't say it's over. 'Cause that's the worst news I could hear. I swear that. I will do my best to be here just the way you like it. Even thoug it's hard to hide. Push my feelings all aside. I will rearrange my plans and change for you" -  ( Não diga que acabou. Pois isso é a pior notícia que eu poderia escutar. Juro que vou fazer o meu melhor para ficar ao seu lado do jeito que você gosta. Apesar de se difícil de esconder. De ignorar totalmente meus sentimentos. Vou reajustar meus planos e mudar por você." - The Avett Brothers, If it's the beaches - pág. 285


"Quando uma pessoa próxima morre, as lembranças que você tem dela se tornam dolorosas. Só na quinta fase do luto as lembranças não doem mais tanto assim; é quando as recordações se tornam boas. É quando você para de pensar na morte da pessoa e passa a se lembrar de todas as coisas maravilhosas a respeito da vida dela." - pág. 296


"Não levem a vida tão a sério. Deem um murro bem na cara dela quando ela estiver precisando de uma boa surra. Riam dela...Questionem tudo...E por último, mas nem um tiquinho menos importante. Nunca se arrependam. Obrigada por vocês dois terem me dado os melhores anos da minha vida. Especialmente o último. Com amor, mamãe." pág. 298/299.

_____________________________________________________________

O livro tem 299 páginas e é da  #EditoraGaleraRecord

A Playlist de Hayden

Genteeeeeee esse pessoal da Novo Conceito é muito divo mesmo né! Hoje eu vou falar um pouquinho desse "aperitivo" do livro A Playlist de Hayden que eles enviaram e eu fiquei suuuuuper feliz *-*.

Sam e Hayden são super amigos. Eles são "fora do padrão" pra muita gente, e isso infelizmente faz com que o Hayden sofra com bullying, inclusive de seu irmão.


Quando comecei a ler e o Sam começou a contar a história, comecei a pensar que o Hayden tinha se suicidado por causa do bullying, mas realmente não sei o que pensar. Pra mim que o Hayden tinha é uma vida dupla, isso sim. Aparentemente ele fazia muitas coisas que não contava pro seu melhor amigo e que vão ser esclarecidas no decorrer da história.


É um livro bem legal de ler. A linguagem é clara e tem um certo suspense que me prendeu durante os capítulos que li. Achei que é uma leitura mais pra adolescentes, mas nem liguei, porque realmente conseguiu me segurar no enredo da história. Ele é o primeiro livro da Michelle Falkoff e posso dizer que ela começou com o pé direito.


Quero muito saber como termina. Sam vai ficar com a Astrid? Quem é o Arquimago_Gedi? É o Hayden? É um espírito que está assombrando o Sam? É Astrid? Ou será que o Sam está enlouquecendo pela perca do amigo?


Todas essas perguntas e tantas outras, serão respondidas no dia 6 de abril, no lançamento do livro,

Só nos resta esperar!