Receitas do Prazer


"Quando o meu propósito é diversão, não faço outra coisa além disso. Essa é minha regra."...


AVISO: Se você está a procura de uma protagonista sem sal e sem açúcar, por favor, dirija-se à outro livro!

Isso mesmo! Júlia não é uma mocinha recatada nem virgem. Ela é uma adulta bem resolvida e que sabe o gosta: Prazer. Mesmo tendo a vida pessoal e profissional reservada, Júlia não tem vergonha de sua vida sexual. Ela tem gostos peculiares e não encontrou ainda seu limite quando se trata de sexo. 


Inteligente, bonita e simpática, ela é professora de dança e gerente de uma academia, mora com amigos e não conta nada sobre o seu passado.


Frequentadora assídua de festas sexuais, Júlia encontra o homem que poderia mudar toda sua visão de vida futura, mas sabe que um relacionamento entre os dois na vida real, não seria possível.


Júlia segue sua vida, e começa um relacionamento com outro rapaz. Estava começando a se sentir feliz, mas  de repente, ela vê seu mundo desmoronando: Seu passado vem a tona ; ela fica entre os dois homens que mexem com sua cabeça;e descobre que tudo o que fez durante anos foi uma mentira.


Depois de uma reviravolta, ela embarca com o homem dos seus sonhos para uma viagem pela América do Sul, enfrentando seus medos e escrevendo uma nova história para viver.



O livro é muito bom! Pessoas tipo eu, que gostam de ler livros desse gênero, às vezes ficam cansadas em saber que a protagonista vai ser mais uma coitadinha submissa que não sabe nada sobre sexo e se apaixona pelo único cara com quem transou e blá blá blá. Todo mundo precisa é de uma apimentada na vida e na literatura, certo? E esse livro nos traz exatamente isso. A protagonista é uma mulher decidida que gosta de dar e receber prazer sem vergonha nenhuma. A história continua sendo um romance, mas eu me vi mais perto da realidade do que com outros livros.


Outro ponto que achei muito, mais muito genial, são as receitas que aparecem em certas partes. Quem nunca sonhou em comer a comida que o Sr. bonitão pede no jantar? Aqui você vai encontrar. 


Eu cresci com a minha vó dizendo que homem a gente prende pelo estômago, então acho que não custa a gente tentar fazer aquela receita de vez em quando né.Testei uma receita deliciosa de Salada de Grãos com Bacalhau, que ficou sen-sa-ci-o-nal! Fiquei na dúvida do que é melhor sobre o livro: a história ou as receitas kkkk, mas a conclusão é de que os dois juntos são o que deixam esse livro irresistível.


O livro foi escrito por A. Fraenkel e S. Fraenkel, e se você ficou curioso, você pode entrar no site deles, no www.receitasdoprazer.com.br ou no Instagram @receitasdoprazer. Em breve eles estarão lançando o próximo livro, Caminhos do Prazer, e vai rolar uma surpresa lá no IG.


Enquanto isso, a gente fica por aqui roendo as unhas esperando a continuação. Beijos.




Primeiras Impressões : 10 coisas que aprendi sobre o amor

Oi gente, tudo bem?O post de hoje é sobre a degustação que a #NovoConceito enviou essa semana.

Pois bem, vou colocar a sinopse aqui e logo depois vou fazer as minhas considerações.




A história fala sobre duas pessoas completamente diferentes e, ao mesmo tempo, que complementam-se: Daniel, um mendigo que lista diariamente os desejos e o que gostaria de falar para sua filha, que ele nunca conheceu; e Alice, que não se sente à vontade entre a família que a cerca e também tem a sua lista, de coisas que a tornam feliz ou triste. O que eles tem em comum, devem estar me perguntando? O amor, é claro, esse sentimento que se torna um dos personagens principais, presente em toda a história.

Já vi algumas pessoas comentando sobre esse livro e sou da turma do contra. Eu quero muito ler esse livro e chegar no final, mas acho que vai ser um pouco difícil. As primeiras páginas não conseguiram me prender; A transição da narrativa entre os personagens me pareceu um pouco confusa e os personagens não me cativaram.
Toda história tem dois lados, e o lado bom dessa é que eu acredito que os personagens tem muito o que mostrar. Seria muito legal, por exemplo, se Alice e Daniel se encontrassem e suas histórias se entrelassassem mais.Gosto de histórias que têm reviravoltas e finais que não imaginava ter. 
O tema central é o amor, e a visão que duas pessoas distintas tem dele. Será que o amor é igual pra todos? Todos o sentem da mesma forma. com o mesmo significado? 
O que você sabe sobre o amor? Eu vou te contar aqui abaixo o que eu sei sobre ele.

1- O amor é a fonte de inspiração dos melhores livros que li, e das melhores músicas que ouvi ou fiz;
2 - Todos sofreram/sofrerão por amor;
3 - Quando você realmente amar alguém, vai perceber que tudo o que você já sentiu não chega nem perto do que sente agora, e que toda a dor e sofrimento que passou não era amor.
4 - Amor próprio não é balela, nem enredo pra vender livros de auto-ajuda. Amor próprio é essencial, e só quando você aprender a se amar você vai conseguir enxergar o amor nos olhos do outro.
5 - Você merece todo o amor do mundo, e não precisa se contentar com as migalhas e com o desprezo que alguém te oferece, só porque você gosta dela. 
6 - Amor, é saber que você sempre tem pra onde e pra quem voltar, pois seu lar é alguém, e não um lugar.
7 - Existem vários tipos de amor. Amor de mãe (<3); Amor entre duas pessoas; Amor por coisas.
8 - Você sempre vai ter um cheiro e uma música que você sempre gostou mas vai passar a odiar porque ele te lembra aquele alguém.
9 - Todo mundo deveria amar e ser correspondido pelo menos uma vez na vida.
10 - Amar, também é deixar ir.
Estou esperando ansiosíssima pelo livro galera da NC. Vamos ver se a Sarah Butler vai surpreender.
Beijos ~*