Maratona Literária de Maio




Olá leitoras  e leitores, tudo bem? Começa amanhã, dia 01/05, a Maratona Literária de Maio, promovida pelo Gui do @gui_livros e pela Ana do @livroscorderosa. Serão 20 dias de pura leitura (<3).

A maratona seguirá até dia 20/05 e a meta de leitura será de 4 livros para cada participante, que deverão postar uma resenha no blog/instagram a cada livro lido.

Eu, Caroline, participarei lendo os livros acima. Estou com uma expectativa beeem grande sobre eles. Estão na minha estante já há algum tempo e a maratona veio como o incentivo que precisava para começar a lê-los.

Já viu que as coisas vão ficar bem movimentadas por aqui, não é? 

Espero que gostem das leituras e das resenhas. Fiquem de olho aqui no blog e no Instagram também. Não fique de fora da maratona.

Mil beijos

*~

Um Olhar Como o Seu - Michelle Mariani

Olá leitoras e leitores, tudo bem?

Hoje vim trazer para vocês a resenha de mais uma super parceria. Trata-se do livro Um olhar como o seu, da autora Michelle Mariani.

Vou colocar aqui para vocês a sinopse e depois conto um pouquinho o que achei dele.

Sinopse: “Então eu fugi. Fugi dos sentimentos de inferioridade; fugi dos abusos que me matavam cada dia um  pouco mais; fugi da tristeza de um lar sem amor. Fugi em busca da minha felicidade…”

 Isadora parecia viver um verdadeiro conto de fadas. A jovem de 18 anos sempre foi a mais popular da  escola, aquela que todas as garotas queriam ser e que todos os garotos queriam ter, porém essa vida era apenas de aparências. A bela e adorada filha da ilustre família Alcântara Magalhães não era tão amada assim.
Depois de uma noite que ficará para sempre marcada em sua memória, Isa resolve fugir. O destino: Seattle.
Em busca de liberdade, segurança e respostas para suas incontáveis perguntas, ela se vê diante do que parece ser a solução para sua alma atormentada. E ele tem lindos olhos azuis que guardam muitos segredos e uma alma talvez tão machucada quanto a sua.
________________________________________________
Não escondo de ninguém que gosto de um romance, ainda mais quando se dá nos moldes de Um olhar como o seu. Gosto desse envolvimento dos personagens com "problemas" parecidos, quando ambos passaram por muita coisa antes de se conhecerem.
Isa e Leo são uns fofos que passaram por muita coisa e ainda estão tentando se recompor. Acabaram encontrando um no outro, novos motivos para viver.
O relacionamento dos dois conta com alguns segredos, que no desenrolar da trama são desvendados, e que nos mostra que sempre somos fruto de coisas que aconteceram com a gente durante toda a vida.
Adorei a autoconfiança que a Isa encontrou quando conheceu o Leo!! É tão bom quando encontramos alguém que nos apoie e fique ao nosso lado para nos levar para cima, para crescer. 
Essa é a melhor parte do livro, na minha opinião. Como a pessoa certa nos ajuda a crescer e a descobrir quem realmente somos.
De uma maneira geral eu gostei bastante do livro. Acho que o único ponto que de certa forma não prendeu muito, foi quando descobri o segredo do Leo. Minha mente é meio louca, então, estava pensando em coisas totalmente diferentes. Não teria imaginado que seria aquilo.
Para terminarmos este post, a linda da Michelle topou participar da entrevista do Projeto Apoie Um Nacional, portanto fique mais um pouquinho e confira nosso bate-papo.
____________________________________________________
1-) Como surgiu a ideia de escrever Um olhar como o seu?
Tenho um grupo de amigas/leitoras e logo que uma delas escreveu seu primeiro livro, decidimos arriscar e algumas de nós também começamos também. 
Eu nunca tinha escrito nada além de redações na época de escola e decidi colocar no papel tudo o que eu gostaria de ver em um livro, já que cada vez mais os dramas imperam nos livros.

2-) No momento você está trabalhando em algum novo projeto?
Eu nunca paro de escrever. É um vício que já não sei se serei capaz de curar. No momento, estou finalizando um livro de contos, escrito com 4 amigas, mas também já estou em processo de finalizar um outro livro, ainda sem previsão para ser lançado.

3-) Sabemos que publicar um livro hoje no Brasil é bem complicado. Como você se sentiu ao saber que um livro seu seria publicado?
Eu simplesmente decidi que não esperaria uma editora me chamar e decidi lançar de forma independente meu próprio livro. Como sou usuária do wattpad, muita gente leu minhas histórias e pediu que eu fizesse o livro físico. Aconteceu com Um Olhar como o seu e agora com Letra & Melodia, meu segundo livro, primeiro de uma trilogia.

4-) Quais são seus autores preferidos?
Tenho vários. Nacionais, além dos clássicos, gosto de Carina Rissi e, é claro, minhas queridas amigas Michelle Passos e Angélica Pina. 
Dos estrangeiros, gosto dos romances da Kristen Proby, Lauran Dohnner, Bella Andre e dos romances históricos da Maya Banks e da Lynsay Sands.

5-) Conte-nos um pouco sobre você: seus hobbies, processo de criação, filmes favoritos, etc.
Meus hobbies se misturam muito ao meu próprio trabalho. Amo escrever, criar capas (sou capista freelancer), adoro trabalhar com vídeos, mas também amo assistir filmes e seriados. 
Sou daquelas que quando uma história nova surge na minha cabeça, não paro de escrever até que ela esteja toda no papel. Faço a capa assim que visualizo o caminho que ela vai seguir e conto os minutos para criar o booktrailer dessa história. 
Adoro filmes de romance e comédia, embora não seja fã dos muito dramáticos, e amo séries de TV, como Supernatural, The Big Bang Theory e Flash, além de realities musicais e de dança, como o The Voice americano e o programa So you think you can dance.

6-) Onde podemos encontrar seus livros para comprar?
Diretamente comigo via depósito bancário, pelo email micamariani@yahoo.com.br ou pela página do face, FB.COM/MICHELLEMARIANIAUTORA

Para compras com cartão de crédito ou boleto, basta acessar dmartedesign.lojaintegrada.com.br e ter cadastro no pagseguro.


Grey - E .L. James






Título: Grey
Título Original: Grey
Autor: E L James
Editora: Intrínseca
Nº de páginas: 528

Sinopse: Christian Grey controla tudo e todos a seu redor: seu mundo é organizado, disciplinado e terrivelmente vazio – até o dia em que Anastasia Steele surge em seu escritório, uma armadilha de pernas torneadas e longos cabelos castanhos. Christian tenta esquecê-la, mas em vez disso acaba envolvido num turbilhão de emoções que não compreende e às quais não consegue resistir. Diferentemente de qualquer mulher que ele já conheceu, a tímida e quieta Ana parece enxergar através de Christian – além do empresário extremamente bem-sucedido, de estilo de vida sofisticado, até o homem de coração frio e ferido.



Uma nova perspectiva de uma das histórias mais quentes e envolventes de todos os tempos é narrada.

Neste livro os sentimentos de Christian Grey ficam claramente evidenciados e isto torna a história mais envolvente e também apaixonante.

Diferentemente da história original, contada por Anastasia Steele, Grey é mais explicativo, sem contar que a introdução de outros personagens na narrativa é antecipada no livro.

Há vários diálogos entre Grey e Elena, algo que considerei fantástico.

Ademais, outras questões que pairam pelo ar no Livro Cinquenta Tons de Cinza, são esclarecidas desde já neste livro, como a volta repentina de Christian da Geórgia e as loucuras de Leila.

Quanto a sexo, o ponto alto são as sensações sentidas por Christian e a vontade que ele tem de possuir Anna a todo o momento, em toda hora. Resumindo, o seu lado sacana fica totalmente evidenciado.

Aos que conhecem e já leram a primeira versão, recomendo, e aos que ainda não conhecem, tratem de conhecer, não vão se arrepender.

Nota: 9



Avaliação: Bianca Gonçalves.

Arquivo Confidencial - Imperfeita Adolescência - Hellica Miranda.

Olá, leitoras e leitores, tudo bem? Essa semana estamos a todo vapor, não é mesmo? Pra não perder o ritmo, hoje vou contar para vocês quais foram as minhas primeiras impressões sobre o livro Arquivo Confidencial - Imperfeita Adolescência, da nossa super parceira, Hellica Miranda.

A Hellica é autora do livro Assombrada que eu super gostei e já disse pra vocês aqui, e agora ela está lançando seu novo livro e nos enviou em primeira mão para que pudéssemos contar para vocês o que achamos dele.

Pois bem, para mim o talento da Hellica é irrefutável. Assombrada me surpreendeu extremamente e Imperfeita Adolescência não foi diferente.

Dá uma olhada na sinopse:

Sinopse: Arquivo Confidencial - Imperfeita Adolescência acompanha a vida e os sentimentos de vários adolescentes. 
Relação com os pais, relacionamentos amorosos, escola, amigos... Tudo isso como todos nós vivemos.
Nesse Arquivo Confidencial, Alice, Artur, Travis, Íris, Friedrich e Jonatas te acompanharão do começo ao fim.

Este livro também tem uma cara mais juvenil, com todos os dramas que nos cercam quando estamos na adolescência, todas as cobranças e amizades, mas a qualidade da escrita e a criatividade exposta nele, são incríveis.

A relação conturbada entre Alice e Arthur pega fogo durante todo o livro. A missão da vida dela é fazer Arthur pagar por todo o sofrimento que causou. Como Arthur não deixa nada barato, você já pode imaginar as confusões que vão surgir na história, não é mesmo?

Os outros personagens também são bem explorados. Cada um com seu problema, com seu defeito e todos muito bem descritos pela autora. 

É uma história com vários personagens. Além dos principais, surgem no decorrer da trama alguns personagens secundários que também tem suas próprias lutas. Conseguimos nos identificar em mais de um, seja pelos seus pais, pela loucura da própria adolescência, ou pela tristeza que eles carregam consigo.

Uma parte bem legal é a da Isabella, prima da Alice. Gostei muito de como a autora descreveu a experiência pela qual Isabella passou e como mostrou que não se deve ter vergonha do que aconteceu, mas sim que temos manter a cabeça erguida e ter fé de que tudo irá dar certo. Fiquei impressionada com a maturidade que ela escreveu essa passagem. É um assunto delicado e difícil de ser falado em qualquer idade, principalmente para os jovens.

Um ponto que não gostei muito foi o final. Não sei se ela faz isso só para nos matar de curiosidade para ler seus próximos livros, se sou eu quem sou complicada com finais, se é para nos fazer imaginar o que acontece depois, ou se terá uma continuação (Que por sinal eu ia gostar muito!!! Quem sabe meu shipp não rola? #Arlice!), mas o final do livro chegou e eu fiquei com a impressão de que faltava mais uma parte da história, sabe?

De qualquer jeito, Hellica é uma das minhas autoras preferidas dessa nova geração. Sua escrita criativa e singela deve ser acompanhada por nós em todos os seus trabalhos. Ficaremos de olho em você!

Obrigada mais uma vez pela confiança. Sucesso sempre!

Toda luz que não podemos ver - Anthony Doerr



Olá leitoras e leitores, tudo bem como vocês?O livro de hoje é Toda luz que não podemos ver, do ganhador do prêmio Pulitzer de 2015, Anthony Doerr.

Demorei um pouco para lê-lo, até porque são 526 páginas, mas não só por isso.

A escrita de Doerr é extremamente minuciosa e detalhista. Todas as cenas e emoções são envolventes e bem descritas. É, sem sombra de dúvidas, aquele tipo de livro que você não pode ter pressa de ler.

Vou colocar a sinopse aqui para vocês e depois faço mais alguns comentários.

Sinopse:Marie-Laure vive em Paris, perto do Museu de História Natural, onde seu pai é o chaveiro responsável por cuidar de milhares de fechaduras. Quando a menina fica cega, aos seis anos, o pai constrói uma maquete em miniatura do bairro onde moram para que ela seja capaz de memorizar os caminhos. Na ocupação nazista em Paris, pai e filha fogem para a cidade de Saint-Malo e levam consigo o que talvez seja o mais valioso tesouro do museu. 
Em uma região de minas na Alemanha, o órfão Werner cresce com a irmã mais nova, encantado pelo rádio que certo dia encontram em uma pilha de lixo. Com a prática, acaba se tornando especialista no aparelho, talento que lhe vale uma vaga em uma escola nazista e, logo depois, uma missão especial: descobrir a fonte das transmissões de rádio responsáveis pela chegada dos Aliados na Normandia. Cada vez mais consciente dos custos humanos de seu trabalho, o rapaz é enviado então para Saint-Malo, onde seu caminho cruza o de Marie-Laure, enquanto ambos tentam sobreviver à Segunda Guerra Mundial.
Uma história arrebatadora contada de forma fascinante. Com incrível habilidade para combinar lirismo e uma observação atenta dos horrores da guerra, o premiado autor Anthony Doerr constrói, em Toda luz que não podemos ver, um tocante romance sobre o que há além do mundo visível.

Não preciso dizer muita coisa depois dessa sinopse, não é?

Em meio à guerra e à destruição, nos vemos envolvidos por Marie-Laurie, uma menina delicada e ao mesmo tempo forte, que não pode enxergar com os olhos, mas sente tudo com o coração. Ela é um exemplo de esperança e fé. Corajosa que só, se mantém firme até nos momentos mais difíceis, sempre acompanhada das lembranças do pai.

Werner, é apenas um garoto sonhador e curioso, apaixonado por rádios, obrigado a fazer parte do exército, deixando sua irmã  para trás.

Vou tentar não passar nenhuma informação crucial para vocês, mas como queria que esse final fosse diferente. Como eu queria que Marie-Laurie e Werner tivessem se tornado real! 

Por se passar em um cenário de guerra, sabemos que nem tudo será flores, porém, perto do fim do livro, há uma passagem que conta sobre Jutta, irmã de Werner e da Frau Elena que me deixou absurdamente triste e revoltada. 

Mesmo tendo retratado uma das maiores podridões do homem, Doerr conseguiu passar para o leitor muita emoção, carinho e coragem. Uma história que arrebatou meu coração.

Vou deixar aqui embaixo algumas frases que mais gostei, para você se apaixonar e ler o livro também.
_____________________________________________________

"Talvez o velho guia do tour do museu estivesse fora de si. Talvez o Mar de Chamas nem tenha existido, talvez as maldições não sejam reais, talvez o pai dela tenha razão: a Terra é toda feira de magma, crosta continental e oceano. Gravidade e tempo. Pedras são pedras, chuva é apenas chuva e maldições são apenas má sorte' - pág. 62

"-Transmissões  de Paris. Eles diziam o oposto de tudo o que a Deutschlandsender diz. Diziam que somos demônios. Que estamos cometendo atrocidades. Sabe o que significa esta palavra, atrocidades?...É certo - pergunta Jutta - fazer algo apenas porque todas as outras pessoas estão fazendo?" - pág. 137

"- Não conte mentiras. Minta para você mesmo, Werner, mas não minta para mim." - pág. 137

..."-Vocês vão se desfazer de suas fraquezas, de suas covardias, de suas hesitações. Vocês vão se tornar uma torrente, uma saraivada de balas. Todos vocês vão se lançar na mesma direção, com o mesmo ritmo, para a mesma causa. Vocês vão se privar de confortos; vão viver apenas pelo dever. Vão comer país e respirar nação." - pág. 141

..."- Mas eu não estava tentando alcançar a Inglaterra. Ou Paris. Pensei que, se fizesse uma transmissão realmente potente, meu irmão poderia me ouvir. Que eu poderia trazer alguma paz para ele, protegê-lo da mesma maneira como ele sempre me protegeu." - pág. 165

"- Existem dois tipos de morte - diz, o vapor de sua respiração mergulhando no frio - Vocês podem lutar como um leão. Ou podem se deixar apanhar tão facilmente quanto um fio de cabelo em uma xícara de leite. Os nadas, os ninguéns, esses morrem de maneira fácil." - pág. 196

"- Seu problema, Werner, - diz Frederick -, é que você ainda acredita que a sua vida lhe pertence." - pág. 227

..."Talvez ela represente  a impureza nele, a estática em sua transmissão, aquilo que os provocadores conseguem sentir. Talvez ela seja a única coisa que o impeça de se entregar inteiramente...É por ela que você luta. Por quem você morre."... - pág. 267

"Abram os olhos e vejam o máximo que puderem antes que eles se fechem para sempre." - pág. 268

"- A senhora nunca fica cansada de acreditar, madame? A senhora nunca quer uma prova?...
 - Você nunca pode deixar de acreditar. Essa é a coisa mais importante." - pág. 296

"- Na verdade, crianças, matematicamente, toda luz é invisível." - pág. 370

"- Eu a salvei apenas para ouvi-la morrer". -pág. 442

"Mas tenho que confessar que, se formos apanhados, vou me defender, mesmo que tiver que morrer para isso." - pág. 446

"- Quando perdi a visão, Werner - continuou ela - as pessoas disseram que eu era corajosa. Quando meu pai foi embora, as pessoas disseram que eu era corajosa. Mas não era coragem; eu não tinha escolha. Acordo todos os dias e vivo a minha vida. Você não faz a mesma coisa?" - pág.468

.____________________________________________________________________________

A minha edição tem 526 páginas e é da #EditoraIntrínseca

Meu coração é uma máquina de arritmias sentimentais - Bruna Tschaffon


Olá leitoras e leitores, tudo bem? Há algum tempo atrás recebi da Bruna Tschaffon alguns poemas do livro Meu coração é uma fábrica de arritmias sentimentais, o primeiro ebook dela, que conta com 54 poemas. Confira a sinopse: 

Sinopse: Os cinquenta e quatro poemas deste livro foram frutos de todas as peripécias sentimentais de um coração que, ora acelera em arrebatamento, ora se tranquiliza em calmaria. O leitor é convidado a mergulhar nos batimentos e participar da montanha-russa emocional.

A Bruna disponibilizou 4 poemas lindos pra falarmos um pouco sobre eles, então vou contar para vocês quais foram as minhas impressões.

Quando era criança e comecei a ser incentivada a ler, uma das coisas que mais gostava era poesia. Adorava como as palavras se pareciam e misturavam formando rimas e me apresentando histórias incríveis. Em certo momento até me arrisquei a escrever algumas, mas graças a Deus que ninguém viu rsrsrsrs.

Infelizmente, com o passar do tempo deixei de buscar poemas e poesias para ler, mas quando tinha a oportunidade, passei a perceber o quão profundas elas eram, Quando se é criança e se lê poesias, elas parecem tão leves e divertidas, tão puras. Quando se cresce, ao ler um poema, você começa a perceber o quanto o autor se coloca em cada verso, como cada dor é sentida, como cada alegria é compartilhada e como cada história contada ali te faz lembrar um pouquinho de você..

Ler os poemas da Bruna me fez sentir. Consegui me encontrar em alguns de seus versos, a ponto de acreditar se tratarem de uma mensagem para o que estava sentindo. Obrigada Bruna, por me trazer de volta ao mundo dos poemas e poesias.



O poema a cima, Ostra, foi o que mais gostei. Ele passa a ideia de que precisamos ser fortes mesmo que as pessoas se esforcem para nos fazer desistir. Ele representa o momento atual da minha vida e confirmou o que todo mundo que me apoia disse. Não devemos deixar nada nem ninguém nos abalar , temos que seguir em frente sempre.

Antes de encerrar, a Bruna respondeu algumas perguntas pro Projeto Apoie um Nacional. Confira a entrevista:


1-) O livro Meu coração é uma fábrica de arritmias sentimentais é seu primeiro livro? Quando começou a escrever poesias e por que?                  R:Sim, é o meu primeiro livro lançado. Na realidade, eu terminei de escrever "Lítio" antes, mas "Meu coração é uma fábrica de arritmias sentimentais" foi publicado antes.

2-) Não sei se te perguntam muito isso, mas você prefere escrever quando está feliz ou triste? Uma decepção amorosa, profissional, te faz escrever melhor?                                                                                                      R: Eu costumo escrever com mais facilidade quando estou triste, porque sinto que tenho muito para extravasar. O lado bom é que a minha arte sempre me serve de refúgio e consolo. Mas tento não condicionar minha escrita a essa sensação, senão eu nunca poderia ser uma escritora feliz! ahahahaha

3-) Hoje em dia não encontramos mais tantas pessoas interessadas em poesia, ainda mais em escrevê-las. Como é a sua relação com esse tipo de escrita? Com quantos anos começou a escrever, quais seus autores favoritos e quais os poemas que mais gosta?                                           R: Eu comecei a escrever poemas aos oito anos, durante uma aula no colégio e desde então não parei mais. A poesia permite que eu expresse meus sentimentos com liberdade e facilidade, é muito diferente de seguir a estrutura de um romance. Meus poetas prediletos são: Edgar Allan Poe, Sylvia Plath, Charles Bukowski, Augusto dos Anjos e Mário Quintana. Meus poemas prediletos são Annabel Lee, do Edgar Allan Poe, Roll the Dice e Bluebird do Bukowski e Lady Lazarus da Sylvia Plath. 

4-) Quais são os maiores desafios que você vem encontrando como escritora e quem são seus maiores apoiadores?                                               R:Como escritora, meus maiores desafios tem sido manter uma constância produtiva e conciliar minha rotina de pós-graduação e estudo pra concursos com a redação semanal de algumas páginas. É um balanço difícil e muito exigente. Praticamente todas as minhas horas livres são gastas na divulgação do meu trabalho ou escrevendo/idealizando novos livros. Meus maiores apoiadores são a minha família (minha mãe sempre é a primeira a ler meus textos!) e meus amigos. 

5-) Seu segundo livro, Lítio, será lançado agora em abril, correto? Como foi escrever este livro e quais suas expectativas com o lançamento?                R: Sim, "Lítio" será lançado dia 29 de abril. Bom, esse livro é meu primeiro romance e eu o escrevi dos 16 aos 21 anos. Demorou bastante porque demandou muito de mim emocionalmente e eu ainda não tinha experiência alguma, mas me dediquei ao máximo e dei cem por cento do que eu tinha pra dar nessa narrativa. No meu segundo romance, já finalizado, eu consegui terminar bem mais rápido e fazer ajustes. Acho que estou amadurecendo a cada novo projeto. Quanto às expectativas pro lançamento, acho que eu só quero aproveitar e rever meus amigos, pois acabei me distanciando de muitos por falta de tempo. Quero celebrar com eles a recompensa depois de tanto sacrifício. 

6-) Conte-nos um pouco sobre a sua história: Onde nasceu, quantos anos tem, quais sonhos ainda pretende realizar?
REu nasci em 1º junho de 1992, em Niterói, no Rio de Janeiro. Tenho 23 anos. Faço pós, estudo pra concursos na área jurídica, sou formada em Direito pela UFF, escrevo pra coluna Prosa pro café no jornal Folha do Rio de Janeiro e dou aulas pros adolescentes na escola dominical da igreja que frequento. Meu sonho é conseguir uma boa profissional (tanto na área jurídica quanto na literária), continuar a escrever livros e fazer do mundo um lugar melhor. 

Bruna, obrigada pelo carinho e confiança. Sucesso para você nesse novo lançamento!

Novidade!!!!!!

Olá leitoras e leitores, tudo bem?

Vim fazer um anuncio muito especial para vocês. Nós fomos selecionados como parceiros das editoras Arqueiro e Sextante!!! Aeeeeee!!!  Agora você vai ficar por dentro das novidades e dos lançamentos das editoras em primeira mão. Legal, não é? Se você também nos acompanha no Instagram, ficará por dentro das novidades também, além dos sorteios que vão rolar durante esse ano.