Pés descalços - Ivan Bittencourt Jr.



Livro: Pés Descalços
Autor: Ivan Bittencourt Jr
ISBN-13: 9789895126200
ISBN-10: 9895126204
Ano: 2015 / Páginas: 257
Idioma: português 
Editora: Chiado Editora
Nota: ★★★

Naquela cidade de grandes luzes e enormes prédio encontra Ana, Julia e Bernardo, uma família que necessita descalçar-se de toda a tecnologia, orgulho, tristezas e desesperanças que tiram a alegria de viver.

Entre esses encontros e desencontros durante o caos alegre que toda uma geração gritou nos quatro cantos do país, o momento mais recente que marcará nossa história, quando todos foram para a rua descalços de tudo que os separavam para: unindo-se por uma mesma causa lutar por mudanças em uma sociedade corrupta e egoísta; Leonardo vai gritando junto e muito mais que isso ele vai falando sobre fé, esperança, música e amor.

O gigante acordou, o amor despertou!

O mais estranho, de nós, seres humanos é que passamos a vida toda querendo realizar alguns sonhos e quando finalmente conseguimos temos muito medo. - pág. 11 

Léo se muda para a "cidade grande" para estudar após sofrer uma tragédia em sua vida.

Em sua nova casa, ele se depara com uma família despedaçada pela perda do pai e decide que não ficará de braços cruzados. Ele fará de tudo para reunir novamente aquela família, ensinando-lhes o poder do perdão e do amor.

O que ele não esperava, era que lhes ajudando, ele também seria curado. Léo encontrará o amor, mesmo tentando escondê-lo.

...Hoje em dia as pessoas desperdiçam o eu te amo com tantas coisas fúteis, com tantas pessoas que não são realmente amadas. O amor virou objeto, passou a ser mensurável somente se for recíproco. - pág. 37

Recebi Pés Descalços em parceria com o Ivan e confesso que demorei mais do que gostaria para lê-lo.

O livro nos passa uma mensagem muito linda. Ele é repleto de fé, superação e esperança.

No decorrer da trama, nos deparamos com várias frases prontas, de motivação e reflexão, citadas por Léo em seus diálogos ou pensamentos com seus botões. Em certos momentos, me senti em uma sessão de terapia com minha psicóloga.


Se uma coisa não te fez bem no passado, no presente e no futuro é que ela não deve estar - pág. 194 

A expressão pés descalços é extremamente presente. São várias situações em que ela aparece, mas no final, quer nos passar a mesma mensagem: Pés descalços significa despir-se de todo medo, raiva, insegurança e ter fé. 

Esse livro nos leva a uma viagem interior, mostrando como priorizamos coisas vãs ao invés de momentos e pessoas.

Um história de auto-superação, perdão e humildade, que nos faz parar para pensar em como podemos ser melhores.  

Para fechar essa resenha com chave de ouro, que tal conferir a entrevista que fizemos com o autor?


- Oi Ivan. Ao ler o livro, percebemos que ele tem uma carga emocional muito grande. Quais motivos lhe levaram a escrevê-lo? Os motivos realmente são bem fortes. Na verdade eu tenho uma preocupação muito forte aqui comigo sobre o que a nossa geração tem valorizado e se importado sabe, eu vejo todos os dias meninos e meninas perderem as vidas em bobagens, e toda essa carga emocional que eu guardo aqui querendo falar desses princípios que se perderam vieram à tona em meu primeiro livro. Então resumindo o motivo principal foi desabafar um pouco através de uma história que se encaixaria perfeitamente nos nossos dias de hoje. 


- Com qual dos personagens você mais se identifica e por que? Eu me identifico mais com o Bernardo. Um menino mais na "sua" que não interage tanto, e que isso pode até ser fruto de uma dificuldade ou por pura timidez. Mas ao mesmo tempo o Bernardo traz pra história algumas conclusões que a gente não esperava dele, assim como comigo, muita gente talvez não esperasse que de mim viesse alguma coisa que "se pudesse ler", mas estamos aí né...rsrsr


- O livro nos faz refletir sobre nossas prioridades e atitudes. Era essa sua intenção ao escrevê-lo? Com plena certeza. Eu queria que as pessoas se sentissem dentro da história em alguma parte pelo menos e graças a Deus isso tem acontecido e por incrível que parece, às vezes eu tenho que me beliscar pra acreditar, eu recebo algumas cartas ou mensagens nas minhas redes sociais de pessoas que tiveram a vida mudada de alguma forma por refletir na história do livro Pés Descalços.


-Agora vamos falar um pouco sobre você. Nos conte sobre sua vida. Quais são os seu autores e livros preferidos? Onde nasceu? Quem te apoiou durante o trajeto de escrita e publicação do livro? Bem, eu sou aquele típico garoto quieto e sonhador sabem? Nunca fui o mais legal da sala ou coisa do tipo, mas sempre fui muito de correr atrás dos meus sonhos e os meus amigos sempre me procuram pra pedir conselhos. Eu realmente acredito no amor sabe, meu sonho sempre foi conhecer a minha "menina" e nos casarmos e vivermos felizes pra sempre, e ainda acredito nisso, mas descobri que nesse caminho existem dificuldades que devem ser vencidas e eu quero encorajar outras pessoas pra que também não desistam. Sou gaúcho, tenho 25 anos e sou formado em Gestão de Pessoas, gosto de música clássica, Colbie Caillat e Jack Jhonson. Sou cristão e isso é a melhor coisa pra mim. Meu autor preferido é o poeta Pablo Neruda, por que seus poemas carregam uma carga emocional muito forte e meus livros preferidos além dos do Pablo são, Amor sem Escalas, Dom Quixote, O diário de uma Paixão, Discípulo radical e o diário de Bridget Jones.


- Para encerrar, está trabalhando em algum projeto atualmente? O que você pode nos contar para aguçar nossa curiosidade? Sim, na verdade ele já foi finalizado e foi pra impressão esse mês. É o meu novo livro, um romance um pouco mais adolescente e não tanto "emocional" como pés Descalços. Na verdade é mais parecido com os livros do Jonh Green. Ele se chama "Hey, Panda, vamos fugir?" e será lançado em Agosto na Bienal do Livro de São Paulo. 
Conta a história, que muitos de nós passamos hoje em dia, que é a de se apaixonar por uma "foto" de alguém no facebook, e a partir daí as aventuras pra viver esse amor de verão. Vocês vão gostar!

Lançamentos do mês de Junho - Editoras Arqueiro e Sextante


A japonesa Marie Kondo revolucionou casas – e vidas – após lançar, em 2015, A mágica da arrumação. Seu método sensível de organização se tornou um estrondoso sucesso ao redor do mundo. Agora, Marie se aprofunda no tema e lança Isso me traz alegria, um guia ilustrado que ensina passo a passo como arrumar da forma mais eficiente possível cada cômodo da casa: do quarto ao banheiro, da sala à cozinha. Respondendo às principais dúvidas dos seus clientes e leitores, Marie aborda temas que ficaram de fora do livro anterior e reafirma a etapa mais importante do seu método: descobrir, entre tudo aquilo que está à sua volta, o que realmente lhe traz alegria – e descartar o restante.

                                     Lançamento | 8/6


Todos enfrentamos conflitos e falhas na comunicação no dia a dia, e é a nossa capacidade de contorná-los ou resolvê-los que faz diferença nas relações afetivas e profissionais. Em Mudando o tom da conversa, Dana Caspersen, mediadora de conflitos de renome internacional, lista 17 princípios fundamentais, além de ferramentas práticas para reconhecer as emoções e lidar com elas sem se abalar, entender as verdadeiras causas por trás dos problemas, se dirigir ao melhor lado das pessoas e elaborar uma proposta que atenda a todas as partes de maneira satisfatória e duradoura. Com um projeto gráfico inovador, este livro mostra de forma criativa o que deve e o que não deve ser falado nos momentos críticos. Também inclui exercícios de fácil compreensão que ensinam como mudar a sua mentalidade e transformar conflitos em oportunidades de aprendizado e crescimento.

                             Lançamento | 1/6


Por que algumas pessoas são brilhantes em tomar decisões e outras incapazes de decidir? Por que algumas seguem sua intuição e vencem enquanto outras se dão mal? Como é que nossos cérebros funcionam no trabalho, na sala de aula, na cozinha e na cama? E por que é que as melhores decisões costumam ser as mais impossíveis de explicar para terceiros? Baseado em fundamentos científicos, Blink – O poder de decidir sem pensar é um livro sobre como podemos julgar, decidir e fazer escolhas sem refletir muito a respeito. Blink revela que para tomar uma grande decisão não é necessário processar mais informações ou deliberar por mais tempo, e sim desenvolver a arte que o autor chama de “fatiar fino”, ou seja, filtrar a partir de inúmeras variáveis as poucas informações que realmente importam.

                                 Lançamento | 8/6





  

A prática budista da atenção plena encontrou seu espaço no Ocidente quando as pessoas perceberam a importância dos benefícios deste método no dia a dia. Agora, o aclamado editor, tradutor e intérprete de Dalai Lama mostra que a prática da compaixão pode ser ainda mais importante para o nosso desenvolvimento espiritual. Baseado em um pioneiro curso criado por Thupten Jinpa na escola de medicina de Stanford, Um coração sem medo revela o verdadeiro poder da compaixão, sentimento muitas vezes colocado em segundo plano em nosso desenvolvimento pessoal. Unindo as mais recentes pesquisas científicas e os anos de monastério no Tibete, o autor junta o melhor do Oriente e Ocidente para ensinar como treinar nosso “músculo da compaixão” para aliviar o estresse, combater a depressão, melhorar a saúde, alcançar nossos objetivos e mudar o mundo.

                                   Lançamento | 8/6

“Fala pessoal, meu nome é Caio Novaes e este é o segundo livro do canal do Youtube Ana Maria Brogui. Nele eu ensino de uma maneira fácil e descomplicada o modo de preparo de mais de 100 receitas famosas de bares, restaurantes e supermercados para o dia-a-dia. Tenho certeza que vocês vão adorar e surpreenderão seus familiares e amigos com um dom que na verdade todos temos, mas que as vezes não deixamos aflorar, que é o dom de cozinhar. Deixe sair o chef que está dentro de você! Você certamente será capaz de fazer todas as maravilhas contidas neste livro e, melhor ainda, será capaz de incrementar as receitas dando seu toque especial. Não deixe de publicar as fotos no Instagram com a #anamariabrogui para todos acompanharmos sua evolução! E agora, vamos pra cozinha! Boa sorte!” – Caio Novaes 

                                 Lançamento | 8/6


Um dos maiores fenômenos da literatura espiritual dos últimos tempos, Eckhart Tolle nos mostra a importância de silenciar os pensamentos e reencontrar nossa sabedoria interior para viver mais intensamente o momento atual.

                                 Lançamento | 1/6

Sua mente deve estar livre para criar, e não preocupada em reter informações. Foi com esse argumento que David Allen criou o método GTD – Getting Things Done: um sistema de gestão que tem ajudado inúmeras pessoas e empresas a colocar ordem no caos. Considerado a principal autoridade no campo da produtividade, Allen trabalhou com os melhores e mais brilhantes talentos do mundo defendendo a teoria de manter “a mente clara como água” e abordando o equilíbrio entre vida pessoal e profissional. Depois de 30 anos de pesquisa e prática, lançou A arte de fazer acontecer, um best-seller internacional publicado em 28 idiomas que se tornou uma verdadeira referência em organização pessoal. Nesta nova edição, revisada e atualizada, David Allen insere as novas tecnologias na gestão do fluxo de trabalho e inclui as descobertas mais recentes da ciência cognitiva.

                  Previsão de Lançamento | 27/6 



Ao contrário da maioria de seus amigos, Gregory Bridgerton sempre acreditou no amor. Não podia ser diferente: seus pais se adoravam e seus sete irmãos se casaram apaixonados. Por isso, o jovem tem certeza de que também encontrará a mulher que foi feita para ele e que a reconhecerá assim que a vir. E é exatamente isso que acontece.
O problema é que Hermione Watson está encantada por outro homem e não lhe dá a menor atenção. Para sorte de Gregory, porém, Lucinda Abernathy considera o pretendente da melhor amiga um péssimo partido e se oferece para ajudar o romântico Bridgerton a conquistá-la.
Mas tudo começa a mudar quando quem se apaixona por ele é Lucy, que já foi prometida pelo tio a um homem que mal conhece. Agora, será que Gregory perceberá a tempo que ela, com seu humor inteligente e seu sorriso luminoso, é a mulher ideal para ele?

                              Lançamento | 8/6


Aos onze anos de idade, Rosanna Menici conhece o cantor Roberto Rossini, uma estrela em ascensão no mundo da ópera italiana - e o homem que mudaria sua vida para sempre. Incentivada - e apaixonada - por ele, Rosanna passa a se dedicar ao estudo do canto lírico, torna-se cantora profissional, e logo os dois se encontram nas salas de concerto mais famosas do mundo, dividindo não só o palco como também o mesmo destino.
Com seu talento incomum para descrever ambientes e evocar sensações e sentimentos universais, Lucinda Riley nos leva a acompanhar a trajetória de Rosanna, desde os bairros pobres de Nápoles até os teatros mais glamourosos
do planeta, trazendo à tona, com sua prosa inconfundível, as alegrias, tristezas, frustrações, decepções e redenções do amor.

                          Lançamento | 1/6

Claire Randall guardou um segredo por vinte anos. Ao voltar para as majestosas Terras Altas da Escócia, envoltas em brumas e mistério, está disposta a revelar à sua filha Brianna a surpreendente história do seu nascimento. É chegada a hora de contar a verdade sobre um antigo círculo de pedras, sobre um amor que transcende as fronteiras do tempo... e sobre o guerreiro escocês que a levou da segurança do século XX para os perigos do século XVIII.
O legado de sangue e desejo que envolve Brianna finalmente vem à tona quando Claire relembra a sua jornada em uma corte parisiense cheia de intrigas e conflitos, correndo contra o tempo para evitar o destino trágico da revolta dos escoceses.
Mesmo com tudo o que conhece sobre o futuro, como será possível salvar a vida de James Fraser e da criança que carrega no ventre?

                               Lançamento | 1/6

Se você é fã de literatura fantástica, irá se deliciar com esta antologia de contos organizada por George R. R. Martin e Gardner Dozois.
Obras inéditas dos melhores autores do gênero irão surpreendê-lo com enredos ardilosos e reviravoltas intrigantes. O próprio George R. R. Martin apresenta uma nova história do apaixonante e violento mundo de A Guerra dos Tronos, introduzindo um dos personagens mais canalhas de Westeros.
Acompanhe grandes autores, como Gillian Flynn, Neil Gaiman, Patrick Rothfuss, Scott Lynch e muitos outros, nesta coletânea emocionante sobre vigaristas, mercenários e ladrões.

                               Lançamento | 1/6

Filho caçula do rei Uthrik, Yarvi nasceu com a mão deformada e sempre foi considerado fraco pela família. Num mundo em que as leis são ditadas por pessoas de braço forte e coração frio, ser incapaz de brandir uma espada ou portar um escudo é o pior defeito de um homem.
Mas o que falta a Yarvi em força física lhe sobra em inteligência. Por isso ele estuda para ser ministro e, pelo resto da vida, curar e aconselhar. Ou pelo menos era o que ele pensava.
Certa noite, o jovem recebe a notícia de que o pai e o irmão mais velho foram assassinados e não lhe resta escolha a não ser assumir o trono. De uma hora para outra, ele precisa endurecer para vingar as duas mortes. E logo sua jornada o lança numa saga de crueldade e amargura, traição e cinismo, em que as decisões de Yarvi determinarão o destino do reino e de todo o povo.

                              Lançamento | 1/6

http://www.imgrum.net/user/michelebowkunowicz/978751276
Setecentos e trinta e três dias depois da morte da minha mãe, 45 dias após o meu
pai fugir para se encontrar com uma estranha que ele conheceu pela internet, 30 dias depois de a gente se mudar para a Califórnia e apenas sete dias após começar primeiro ano do ensino médio numa escola nova conheço aproximadamente ninguém, chega um e-mail. Deveria ser no mínimo esquisito, uma mensagem anônima aparecer do nada na minha caixa de entrada, assinada com o bizarro nome Alguém Ninguém. Só que nos últimos tempos a minha vida tem estado tão irreconhecível que nada mais parece chocante...

                                Lançamento | 1/6


Há um ano, conheci o amor da minha vida. Para duas pessoas que não acreditavam em amor à primeira vista, até que Lilah e eu chegamos bem perto de dizer que ele aconteceu conosco.
Eu tinha um bom emprego em uma agência de publicidade e não fazia outra coisa além de trabalhar. Era incapaz de tomar decisões sobre meu futuro e minha casa inacabada e não sabia aproveitar a vida. Até conhecer Lilah.
Lilah MacDonald era uma advogada linda e decidida. Era uma pessoa tão maravilhosa que é até difícil descrevê-la.
Nosso relacionamento não poderia ser mais improvável, mas me transformou profundamente. Comecei a enxergar as coisas de outra forma e a redescobrir antigas paixões.
Ela me proporcionou momentos incríveis, mas também manteve em segredo algo que partiu meu coração. Ainda assim, se há uma coisa que aprendi com Lilah é que o amor pode curar qualquer ferida.

Meu nome é Callum Roberts e esta é a nossa história.

                                      Lançamento | 8/6

Setembro, 1939. Poucos dias após o Reino Unido declarar guerra à Alemanha, um enorme hidroavião está prestes a partir da costa sul da Inglaterra. A aeronave mais luxuosa do mundo tem como destino Nova York, no que deve ser o último voo civil a sair da Europa antes dos conflitos. bordo dela encontram-se tanto a nata da sociedade quanto a escória da
humanidade. Contudo, não é apenas a guerra que motiva os passageiros a deixar o continente: eles também querem se distanciar do próprio passado.
Confinados por trinta horas em meio a todo o conforto e numa época em que voar ainda é um empreendimento arriscado, eles veem a travessia do Atlântico se tornar uma viagem de crescente angústia, com perigos inesperados que os conduzem a uma tempestade de violência, intriga e traição.

                               Lançamento | 8/6

O quarto dia - Sarah Lotz


Livro: O Quarto Dia
Autora: Sarah Lotz
ISBN-13: 9788580415384 
ISBN-10: 8580415381
Ano: 2016 / Páginas: 352
Idioma: português 
Editora: Arqueiro
Nota: 

Sinopse: Em O Quarto Dia, Sarah Lotz conduz o leitor por uma viagem de réveillon que tinha tudo para ser perfeita. Mas às vezes o novo ano reserva surpresas desagradáveis...


Janeiro de 2017. Após cinco dias desaparecido, o navio O Belo Sonhador é encontrado à deriva no golfo do México. Poderia ser só mais um caso de falha de comunicação e pane mecânica... se não fosse por um detalhe: não há uma pessoa viva sequer no cruzeiro.


As autoridades acham indícios de uma epidemia de norovírus, mas apenas descobrem os corpos de duas passageiras. Para piorar, todos os registros e gravações de bordo sofreram danos irreparáveis. 

Como milhares de pessoas podem ter sumido sem deixar rastro? Teorias da conspiração se alastram, mas só há uma certeza: 2.962 passageiros e tripulantes simplesmente desapareceram no mar do Caribe.


Vou começar com a principal. O navio está fodido e, oficialmente, estamos a deriva em alguns lugar no golfo do México. É, você leu direito, ou vai ler quando eu conseguir postar isso...E o motivo para eu não ter feito contato? Passei mal. O tipo de mal do estômago que faz você implorar aos deuses para tirarem sua vida. - pág. 83

O navio Belo Sonhador faz parte da frota marítima da companhia Foveros, que infelizmente, não tem uma reputação muito boa com seus cruzeiros.

No quarto dia de sua viagem, o navio para, devido a um incêndio. É aqui que as coisas começam a ficar estranhas. Primeiro, não há nenhum sinal de comunicação. Depois, as pessoas começam a ficar doentes devido a um noroviros. Em terceiro lugar, os tripulantes começam a ver fantasmas em vários lugares da embarcação. 

Não bastasse tudo isso, uma grande tempestade arrebata o navio. 

Quando o encontram, 5 dias depois, não há nenhum sobrevivente no navio. Dos 2.964 passageiros e tripulantes, apenas dois foram encontrados dentro da embarcação, mortos.

O que faz milhares de pessoas desaparecerem assim, do nada, sem deixar pistas? Não sei explicar, mas não pode ser nada humano.

Corra agora, Maddie. É hora de se mexer. Você ainda não viu nada. Isso foi só o aperitivo. O prato principal vai ferrar com a porra da sua cabeça. - pág. 282

Este é o segundo livro que leio da Sarah Lotz  e bem, posso dizer que ela tem um padrão.

Quando li Os Três, fiquei muito empolgada com a leitura. Terror não é bem a minha praia, mas quando vi aquela capa maravilhosa, não tive como resistir e acabei lendo. 

Contrariando algumas opiniões, achei o livro bem legal e pensei que também iria curtir O quarto dia. Mas não foi bem assim.

O livro é muito bom, até chegar nas páginas finais. Há durante a história um quê de terror psicológico que te faz acreditar na trama, mas o final ficou confuso e preguiçoso.

Em Os Três, fiquei o livro inteiro tentando descobrir o que tinha acontecido com o avião. Se era ataque terrorista, extraterrestres ou espíritos, e pelo final daquele já sabia o que esperar deste. Inclusive, quase no final, há um trecho bem parecido ao do primeiro livro:

Ela me disse o que era...Contou que um dia fora igual a nós...Que eles tinham feito isso antes. Inúmeras vezes. Falou que eles fariam isso de novo. - pág. 340
Se você leu Os três, sabe do que estou falando. Em O quarto dia, é a mesma coisa, só que a história é um pouco mais viajada e confusa. 

O que acontece quando o navio volta a funcionar e o que as pessoas vêem, poderia ter sido muito mais explorada. Isso sim daria muito medo, porém acabou ficando muito corrido e deixou algumas pontas soltas.

Esperava bem mais deste livro, contudo, a premissa é boa e rende algumas partes bacanas a história.

Pelo final, deu pra perceber que as próximas obras dela, mesmo que ela diga que não é uma continuação, seguirão o mesmo conceito das duas primeiras. 

Vamos aguardar e ver o que mais ela escreverá.

Este foi mais um livro resenhado pela parceria com a #EditoraArqueiro. 

Espero que tenham gostado. 

Mil beijos.
*~